Rigatone com queijo canastra e molho de tomate

Peguei essa receita conversando com uma colega de trabalho. Ela contava o sucesso que era o “Macarrão da vó” em sua casa. Chama da vó porque é um prato que sua mãe fazia e que demanda um trabalhinho cuidadoso, bem coisa de vó: rechear os rigatones com pedacinhos de queijo. Eu até imaginei que o trabalho era maior, mas rapidinho eu recheei todos os 40 rigatones (porção que deu certinho para duas pessoas). A receita foi passada da forma mais tradicional possível: linguagem oral. Por isso, não espere muita precisão na descrição do processo. Não tem muito segredo e algumas variações são totalmente válidas.

rigatones (eu usei 40 rigatones para 2 pessoas. Um bom jeito de medir quanto você vai querer é encher um prato com os rigatones crus e imaginar que eles crescerão um pouquinho. Visualmente você define a porção)

– um pedaço de queijo canastra (se você não morar em Minas Gerais e tiver dificuldade para encontrar esse queijo pode substituir por algum que derreta)

– uma lata de tomate pelado (também pode ser tomate fresco, uns 4 ou 5)

– um pouco de erva-doce (essa dica foi sensacional, recomendo)

– um pouco de orégano

– um pouco mais de manjericão

– uma colher de café de açúcar

pimenta-do-reino (ou mix de pimentas) moída

sal

queijo parmesão ralado

Coloque água para ferver em uma panela grande e ligue o forno em temperatura média. Enquanto isso, pique os tomates em pedacinhos (no caso do tomate em lata eu corto eles com uma tesoura, até os pedaços ficarem pequenos). Coloque numa panela média o tomate e o caldo (se o tomate for fresco você terá que refogar um pouco e depois acrescentar um pouquinho de água para fazer o molho). Acrescente ao molho a colher de café de açúcar e os temperinhos.

Quando a água da panela ferver acrescente o rigatone e cozinhe pelo tempo determinado na embalagem do seu macarrão. Deve ser algo por volta de 10 minutos se o macarrão for grano duro. É importante que a massa fique ao dente. Não cozinhe demais se não ela quebra na hora de rechear.

Enquanto tudo está no fogo, o rigatone sendo cozido e o molho sendo apurado, você começa a cortar o queijo em paralelepípedos que caibam dentro do rigatone. Quando o rigatone estiver no ponto, escorra e dê um banho de água gelada para ele esfriar, parar de cozinhar e você conseguir manipula-lo para rechear cada um. Não tem segredo é só cortar o queijo no tamanho que caiba justo no rigatone.

Vá recheando e colocando em uma travessa para ir ao forno. Jogue o moho de tomate por cima e, por último, o queijo parmesão. Leve ao forno por alguns minutos, uns 10. É só o tempo do queijo derreter dentro do rigatone e se o seu forno for bom e tiver grill ótima oportunidade de derreter parmesão por cima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s