Moqueca de Sururu + Farofa de Dendê

Hoje fizemos moqueca de sururu, iguaria oriunda das Alagoas – terra de Fernando, Pedro e Tereza Collor, Renan Calheiros e outros ícones da política nacional. Marcelo esteve no ilustre estado e trouxe uma bandejinha com a condição de que nós preparássemos. O sururu foi acompanhado de arroz branco e farofa de dendê.

Ingredientes para a moqueca
– 700 g de sururu congelado
– 1 cebola grande picada em cubos
– 2 pimentões (um vermelho e um verde) pequenos picados em cubos
– 2 tomates maduros picados em cubos
– um pedaço de mandioca (de uns 15 cm de comprimento) picado em cubos
azeite de dendê
– 200 mL de leite de coco
coentro
pimenta
sal

Comece pela mandioca. Pique-a e coloque-a para cozinhar em uma panela semitampada, com água mais do que o suficiente para cobri-la. Mexa de vez em quando e, se a água começar a secar, acrescente mais. Vai assim até quase o final do preparo.

Pique os demais ingredientes. A ideia é refogá-los no dendê. Nós usamos uma panela de barro. Ela demora um pouco para esquentar, então tenha paciência. Coloque um tanto de azeite que cubra o fundo da panela. Comece pela cebola com um pouco de sal. Depois que ela estiver refogada, coloque o pimentão e deixe refogar bem. Por último o tomate. Misture tudo muito bem, tampe e deixe apurar por uma meia hora, mexendo de vez em quando (e, se necessário, colocando um pouco mais de água).

Enquanto isso, retire um pouco da mandioca da panela e amasse com um garfo. Não precisa ser muito; depois de amassado deve dar umas 2 colheres de sopa. Reserve.

Nosso sururu estava congelado. Então nós o colocamos num escorredor de macarrão e despejamos água fervendo para remover a maior parte do gelo. Daí colocamos tudo na panela. Em seguida, retiramos a mandioca de dentro da outra panela e despejamos aquela água gosmenta dentro do caldo. Acrescentamos também a mandioca amassada.

Depois de cozinhar por uns 5 minutos, coloque o leite de coco e deixe outros 5 minutos. Durante essa fase, peguei uma pimentinha forte em conserva que a gente tem, piquei bem pequena e adicionei ao caldo. Aproveitei também para acertar o sal. Quando der o tempo com uma consistência quase cremosa, coloque o coentro e sirva.

Uma dica: a gente costuma picar o talo do coentro bem fininho e colocar primeiro. As folhas a gente só coloca depois de tirar a panela do fogo.

Ingredientes para a farofa
– 3 dentes de alho picados em cubos
farinha de mandioca daquela em flocos, mas fina; não vá usar yoki
azeite de dendê
sal

A farofa você vai fazer enquanto o caldo ferve. Atenção porque é tudo muito rápido; em poucos minutos está tudo pronto. Em uma panela grande, cubra fundo com azeite de dendê. Aqueça bem e refogue o alho com sal. Tenha a farinha em mãos. Quando der o ponto do alho, despeje a farinha. É difícil dizer a quantidade; um parâmetro é a cor que tem que ficar amarela homogênea. Mexa sem parar até que a cor da farinha tenha ficado homogênea e você sinta que ela está crocante. Mas não deixe queimar.

A gente serviu com arroz branco e ainda colocou a mandioca que sobrou pra jogo com um pouco de manteiga de garrafa (estava uma delícia).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s