Alcatra Suína com Farofa de Banana e Feijão Baiano

Alcatra Suína
A gente queria estrear nossa panela de ferro mineira com uma boa carne. A vantagem dessas panelas é que elas esquentam muito, então dá pra selar a carne e depois aos poucos acrescentar água para cozinhar a carne. Ela fica dourada e sequinha por fora e suculenta por dentro. A alcatra, a gente comprou já temperada naqueles sacos a vácuo e preparamos da maneira a seguir.

1) Coloque um pouco de óleo na panela. A gente usou óleo de canola. Quando o óleo estiver muito quente, saindo fumaça, coloque a carne. Cuidado pois pode espirrar muito. É bom usar um avental. Outra coisa que nós costumamos fazer quando temos que fritar qualquer coisa é colocar um ventilador virado para o fogão estrategicamente posicionado de modo a mandar a fumaça para a janela… se você tiver um exaustor, com certeza sua vida é bem melhor que a nossa… por enquanto (que eu ainda vou ter meu próprio exaustor).

2) Sele a carne. A ideia é realmente queimá-la pelos dois lados. O objetivo e evitar que ela perca o seu suco durante o cozimento. Portanto, deixamos a carne queimando um bom tempo, com a panela tampada.

3) Com a carne selada agora vem a etapa de colocar água para completar o cozimento. Coloque uns 2 dedos de água pré-aquecida na panela (cuidado que pode espirrar ou fazer espuma). Tampe a panela imediatamente por causa da fumaça e para preservar o calor. Deixe a água secar (verifique de vez em quando) e, quando secar, adicione mais 2 dedos de água. Repita isso inúmeras vezes. Lá pela segunda ou terceira água, nós colocamos o resto do tempero da carne que sobrou na embalagem. Também é bom virar pelo menos uma vez (mais ou menos na metade do processo).

4) O cozimento da carne levou pouco mais de 1 hora (desde o início da selagem). Você não precisa ficar acompanhando o processo. Ponha água e deixe ela lá quieta. Quando você achar que está bom, difícil dizer exatamente quando está bom. Você vai saber, você pode colocar uma última água para fazer um molhinho. Passe uma colher para soltar um pouco da borra da panela e desligue.

Farofa de Banana
Fizemos essa farofa com
– Margarina
– Banana da terra em rodelas
– Farinha de mandioca (daquelas de Minas, em flocos)
– Cebolinha
– Sal.

Doure as bananas na margarina, adicione a farinha antes da banana ficar muito mole, mas depois de ela ter corado. Por último acerte o sal e acrescente a cebolinha.

Feijão Baiano
Baiano porque tem azeite de dendê e pimenta. Não me lembro bem as quantidades, mas para falar a verdade, é um feijão normal com temperos um pouco diferentes.
– Feijão Roxinho
– Um pouco de linguiça defumada cortada em rodelas (não ponha muito senão só dá a linguiça; utilizamos uma linguiça mineira que compramos no Mercadão)
– Folhas de Louro
– 2 ou 3 dentes de alho
– Coentro em flocos (seco)
– Azeite de Dendê
– Pimenta malagueta (usamos em pó)

Esse feijão roxinho é muito duro. O ideal é deixar de molho na noite anterior. Fizemos direto na panela de pressão e levou um bocado de tempo, com várias “águas” adicionais.

Aqui o preparo é refogar o alho e a linguiça e depois jogar todo o resto na panela de pressão, com uma boa quantidade de água e deixar ferver.

As misturas todas combinaram. Ficou bem forte, mas muito gostoso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s