Nossa primeira moqueca

Um dos motivos da nossa quase injustificada ausência é a reedição – na nossa cozinha – de pratos antigos. Não dá pra inventar uma coisa nova todas as vezes.

O que nós temos hoje também não é novo, nem tem nada de especialmente complicado. Ganhamos uma panela de barro da Clarissa, direto de Uberlândia e resolvemos estreá-la com uma moqueca. Acho que o único detalhe relevante é que nós não consultamos receita de moqueca de lugar algum. Foi bem da nossa cabeça, claro, de apreciadores de moqueca e de uma ou outra espiada anos atrás em moquecas de família.

– Compramos 4 postas de um peixe chamado Meca.
– 2 cebolas médio-grandes cortadas em rodelas de mais ou menos 1 cm de largura.
– 3 batatas pequenas cortadas em rodelas de mais ou menos 1 cm de largura.
– 3 tomates maduros cortados em rodelas de mais ou menos 1 cm de largura (isso está ficando recorrente).
– 1/2 pimentão vermelho cortado em rodelas finas.
– 1/2 pimentão amarelo cortado em rodelas finas.
– 1/2 pimentão verde cortado em rodelas finas.
– 4 pimentas vermelhas (no supermercado estava a venda como “pimenta ardida”) cortadas em tiras bem pequenas (remova as sementes e cuidado com as mãos para não queimá-las).
– 50 mL de azeite de dendê.
– 200 mL de leite de coco.
– 1 daqueles maços mistos de coentro e cebolinha (retire os talos do coentro e pique a cebolinha).
– Sal com liberalidade.

Ingrediente fundamental: uma panela de barro bem maneira. Ela deixa a comida fervendo mesmo muito depois de ter apagado o fogo. É excelente.

Colocamos uma parte do azeite de dendê no fundo da panela e espalhamos (mexendo e virando a panela) até “untar” o fundo. Colocamos uma camada de cebola, depois, por cima, uma camada de batatas e em seguida o peixe. Colocamos sal sobre as postas com vontade (tudo vai soltar muita água, então não se deve maneirar muito no sal). Colocamos mais uma camada de cebolas, depois os pimentões, depois a pimenta vermelha e despejamos o resto do azeite de dendê espalhando por tudo. Por fim o leite de coco.

Colocamos tudo isso no fogo, com a panela tampada (no nosso caso as coisas chegaram a ficar para fora da panela, mas empurramos com a tampa). Quando começou a ferver, abaixamos o fogo e deixamos fervendo sem a tampa por uns 40 minutos.

Nessa hora, começamos a fazer o arroz – branco normal, sem tempero nenhum – e colocamos a cebolinha picada.

Quando o arroz ficou pronto, colocamos o coentro e tapamos a panela novamente, enquanto preparávamos a mesa. Quando nos sentamos para comer, a moqueca ainda estava fervendo.

Como tinha muito caldo, fazíamos uma espécie de pirão na hora com farinha de mandioca. Fica muito bom.

Anúncios

Um comentário em “Nossa primeira moqueca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s